terça-feira, 15 de junho de 2010

3 – Paulo: tem dores de parto – Gal 4, 19

τέκνα μου, οὓς πάλιν ὠδίνω μέχρις οὗ μορφωθῇ Χριστὸς ἐν ὑμῖν·

“Meus filhos, por quem sinto outra vez dores de parto, até que Cristo se forme entre vós!”

O apóstolo neste quarto capítulo da Carta aos Gálatas continua à temática do capítulo anterior na medida em que continua a ensaiar perspectivas no sentido de recuperar os Cristãos que haviam sido influenciados pelos cristãos judaizantes. Neste sentido neste capítulo Paulo escreve-lhes várias teses no sentido de os ajudar: a grande novidade do Evangelho supera toda a lei (vv. 1-7); relembra a mudança feliz que foi a conversão de cada um a Cristo (vv. 8-11); o afecto que a comunidade lhe (a Paulo) dedica e à sua missão (vv. 12-16); o carácter negativo dos que os haviam tentado perverter (vv. 17-18); na secção que estudamos agora com mais pormenor, o afecto do Próprio Paulo pela comunidade (vv. 19-20); este capítulo termina, então, com uma argumentação bíblica, no sentido explicar a primazia de Cristo sobre a lei a partir da própria lei.

Este sofrer dores de parto (δνω) assume portanto, desde já um duplo significado. Por um lado Paulo sofre no sentido em que os seus filhos espirituais, eles mesmos lhe causam dor no seu nascimento difícil para a fé. Por outro lado reconhece, tal como num bebé, a fragilidade e a exposição dos destes filhos de tenra idade espiritual a ataques e parasitas exteriores. Paulo mostra, ao mesmo tempo, o exemplo àqueles aos quais são encarregues comunidades: que sejam pais diligentes, considerando os membros da sua comunidade crianças de tenra idade, no sentido de as proteger e exortar.

Importante ainda o facto de Paulo dizer que este nascimento só se completa na medida em que Cristo se forma na comunidade. Estamos portanto perante uma gradação no crescimento espiritual, pessoal e comunitário. Note-se que o advérbio πλιν indica que Paulo sofre “outra vez” as dores de parto, como dando a conhecer que já as tinha sofrido provavelmente aquando da fundação da comunidade. “Como fundador apostólico da comunidade, ele sofre pelos Gálatas”.

Raymond Collins diz-nos que Paulo escreve estes dois versículos aos dizendo o que uma mãe desgostosa diria aos seus filhos: “just before his exposition of the Sarah-Hagar allegory, Paul writes to the Galatians as a frustrated mother might do: “My little children (teknamou), for whom I am again in the pain of childbirth (odino) until Christ is formed in you, I wish I were present with you now and could change my tone, for I am perplexed about you” (4:19-20)”. Como continua a explicar este autor, embora a imagem maternal continue presente, aqui distanciamo-nos bastante da imagem que encontramos na primeira carta aos Tessalonicenses: em 1Tes 2, 7-8 Paulo usa a imagem para mostrar o seu afecto pela comunidade a que escreve; em Gal 4, 19 usa esta metáfora para falar do sofrimento causado pela comunidade. Esta imagem ganha mais força se considerarmos: por um lado Paulo sente “outra vez dores de parto” (πλιν δνω); por outro são dores de parto prolongadas “até que…” (μχρις) Cristo se forme entre eles.

Consultar:

Consultar:

SÁNCHEZ BOSCH, Jordi, Escritos paulinos, Editorial Verbo Divino, Estelha 1998.

RICHARD, Earl J. First and Second Thessalonians, Sacra Pagina, Minnesota 2007.

COLLINS, Raymond F., The Power of Images in Paul, The Liturgical Press, Minessota 2008.

MURPHY-O'CONNOR, Jerome, RIGATO, Maria Luisa , MILITELLO, Cettina, Paulo e as Mulheres, Edições Paulinas, Prior Velho 2009.

MURPHY-O'CONNOR, Jerome, Pablo, su historia, San Pablo, Madrid 2008.

1 comentário:

  1. Paulo era um judeu que tinha apenas cartas de cidadão romano, jamas ele foi cristão! porque ate então o cristianismo não existia em seu tenpo. SHAUL (Paulo) fazia parte da seita dos judeus Nasarenos o cristianismo surgio com inacio de antioquia e foi no quarto cecolo que tornoce Religiao nos concilios de Niceia. O judaimo Nasarena Remonta toda esas boboseiras religiosas hoje existentente. Paz seja com vosco amen.

    ResponderEliminar